sábado, 23 de maio de 2015

Comunicado da Câmara Legislativa do Espírito Santo em relação a racionamento de água.



Informativo COSTA AZUL SERVICE.
Vitória 23 de Maio de 2015.



As mudanças sobre o uso racional da água no Estado do Espírito Santo pela Câmara Legislativa.

O uso racional dos recursos hídricos é tema de várias proposições que tramitam na Assembleia.
O estímulo à lavagem a seco de veículos, o uso de sensores para acionamento de torneiras, a instalação de hidrômetros individuais nas edificações, dispositivos para economizar água em descargas de vasos sanitários e campanhas educativas sobre o desperdício estão entre as iniciativas propostas. 

O Projeto de Lei (PL) 33/15, do deputado Doutor Rafael Favatto (PEN) prevê a instituição pelo Governo do Programa Estadual de Incentivo ao Uso de Produtos Biodegradáveis para Lavagem e Higienização a Seco em Veículos no Estado (Lavseco).
A proposta prevê, inclusive, incentivos fiscais e tributários para os estabelecimentos que trabalham com a lavagem de veículos.
“Numa lavagem convencional, com uma mangueira em casa, um cidadão pode consumir mais de 400 litros de água para lavar um simples carro”.
Em um lava rápido, que possui equipamento eficiente de pressão a jato, o consumo varia entre 80 e 120 litros por automóvel.
“No sistema de higienização a seco, existem produtos que consomem apenas 25 mililitros de água por automóvel”, afirma o deputado em sua justificativa.
Ele lembra que “os produtos biodegradáveis utilizados nas lavagens a seco, além de reduzirem consideravelmente o consumo de água, não causam danos à natureza”.

Dispositivos hidráulicos

Outra proposta do Doutor Rafael Favatto é a instalação de dispositivos hidráulicos visando ao controle e à redução do consumo de água, objeto do PL 34/15.
Segundo a matéria, todos os empreendimentos imobiliários destinados ao serviço público que venham a ser construídos deverão contar com tais dispositivos, que consistem em torneiras, registros e válvulas acionadas por sensor de proximidades; bacias sanitárias com volume de descarga reduzido, entre outros.
O deputado do PEN é autor também do PL 30/2015, que institui, no Espírito Santo, o Programa de Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações (Purae).
A proposição traz um conjunto de propostas para evitar o desperdício de água. 
Entre elas, incentiva o reaproveitamento, como fontes alternativas, de águas pluviais e águas servidas - utilizadas no tanque, máquina de lavar, chuveiro ou banheira – para atividades como limpeza de áreas comuns em condomínios e descargas de vasos sanitários.
Integra também o programa a realização de ações voltadas à conscientização, a exemplo de campanhas educativas, palestras e aulas nas escolas da rede pública estadual.

Selo Azul 

Também iniciativa de Favatto é o PL 31/2015, que cria o Selo Azul de controle e redução do consumo de água potável pelos municípios capixabas.
O selo será concedido para as cidades que reduzirem o consumo de água potável de acordo com os critérios estabelecidos em regulamento, sendo reconhecidos como municípios amigos da natureza e da preservação da vida aqueles que atingirem o previsto. 

Hidrômetros individualizados

Outra iniciativa para controle do consumo de água é o PL 36/2015, que determina a instalação de hidrômetros individuais para cada unidade domiciliar ou de consumo na execução de novas construções.
De autoria do deputado Hudson Leal (PRP), A matéria abrange todo tipo de prédio, condomínio e conjunto habitacional, além de imóveis ou áreas que se caracterizem pela pluralidade de unidades de consumo.

A matéria proíbe os órgãos públicos de emitir os documentos necessários à legalização de novos imóveis ou atividades comerciais que estiverem em desacordo com a norma.
Já as edificações existentes terão o prazo de cinco anos para a instalação individualizada dos hidrômetros, contados da data da publicação da lei.
A proposta também determina penalidades como advertência, multa e até não concessão de "habite-se" aos imóveis.

Limpeza

Quem também apresentou uma proposição voltada para evitar o desperdício de água foi o deputado Euclerio Sampaio (PDT).
O PL 55/2015 estabelece que condomínios, empresas, comércio e pessoas jurídicas em geral ficam proibidas de utilizarem água da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) para realizar a limpeza de áreas comuns, como garagens, calçadas e fachadas.

De acordo com o projeto, a limpeza deverá ser realizada exclusivamente com produtos biodegradáveis que não agridam o meio ambiente e nem façam uso de água corrente.
A matéria estabelece uma multa de duas vezes o valor da conta de água do mês corrente para quem for flagrado descumprindo a lei, no caso de reincidência, o valor será o triplo da conta. 

A fiscalização ficará por conta dos agentes da Cesan e as denúncias poderão ser feitas mediante apresentação de fotos contendo o dia, local e hora do fato.
Em caso de autuação em flagrante, a multa será aplicada imediatamente, não cabendo qualquer tipo de recurso, com pagamento no prazo de 30 dias.
A lei deverá entrar em vigor 30 dias após a sua publicação e terá vigência de 10 anos, quando deverá ser feita uma análise sobre a necessidade de sua prorrogação.  

Por serem matérias correlatas, ou seja, tratam do consumo racional de água e da preservação de recursos hídricos, os projetos de lei 30, 31, 33, 34, 36 e 55/2015 tramitam, na Casa, apensados ao PL 27/2015, de Gilsinho Lopes (PR) – a primeira proposição sobre o tema a ser protocolada na Casa, este ano. Primeiramente, a análise das matérias será feita pela Comissão de Justiça, que emitir parecer quanto à constitucionalidade das iniciativas.
Depois, elas seguem para as comissões de Cidadania, Infraestrutura, Meio Ambiente e Finanças.

Gleyson Tete/Web Ales
(Reprodução autorizada mediante citação da Web Ales)

            Link original da publicação na página da Câmara Legislativa do Estado do Espírito Santo.



 
“Individualizar é ter maior controle e economia”

Tel: 27-30532528 Cel: 27-999840152


William Costa
            Consultor Comercial
            Coata Azul Service

sábado, 28 de março de 2015

O que é nossa missão.

            A missão da equipe Costa Azul Service é trazer um benefício real aos moradores de condomínios verticais com uma redução de 38% no consumo.

Reduzir o desperdício de água, ter uma conta justa onde você paga pelo seu consumo e assim podermos cuidar melhor de nossos recursos hídricos.


 

Atendimento Costa Azul Service em Jardim da Penha ES.

            Em atendimento a Sr.ª Jussara da LDC. Loja do condomínio, executamos vistorias nos edifícios Jardim da Praia e no edifício Natália, ambos em Jardim da Penha.
            As solicitações de plantas seguiram aos cuidados de Sr.ª Jussara para conduzir os procedimentos.

            Fica nosso agradecimento a Sr.ª Jussara e toda equipe da LDC Loja do Condomínio.



        Feito vistoria no Ed. Natália em Jardim da Penha também solicitada pela LDC.

Atendimento Costa Azul Service em Serra ES.

            Em atendimento a Sr.ª Aline, membro da Administradora Domínio condomínios.
            Visita executada, vistoria e expedição de orçamento.

            Condomínio Rossi Praças Reserva, com 260 (Duzentos e sessenta) apartamentos.
            Expedição de proposta enviada para assembleia no aguardo de aprovação do cronograma físico e financeiro.
            Nossos agradecimentos a Sr.ª Aline e toda equipe da Administradora Domínio condomínios.






Atendimento Praia da Costa Vila Velha.

            Em atendimento a Sr.ª Glória e a Sr.ª Cristina síndica do Ed. Carvalho do Valle Praia da Costa.
            Solicitação de plantas atendida em imediato e em face final de projeto para análise em assembleia.

            Face inicial.


Finalização e orçamento previsto para próxima semana dia 01/04/2015.

Procedimentos de instalação

O projeto designa por onde é mais provável a execução.
Essa análise é planejada após a vistoria nas instalações existente.

Instalação abaixo do reservatório superior.

Instalação abaixo do reservatório superior.

Instalação nos corredores

Instalação nos corredores

Um dos estilos de instalação.

Um dos estilos de instalação.